top of page

Nota da ADUEMG sobre a proposta de mudança na convocação temporária de docentes na UEMG em 2022

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Minas Gerais – ADUEMG – Seção Sindical do ANDES Sindicato Nacional, vem a público expressar sua discordância com os encaminhamentos propostos na UEMG, no que se refere a convocação temporária de professores e professoras para o ano de 2022.


Recebemos informações que há orientações para que as unidades e os departamentos se organizem para a contratação de docentes “temporários” em regime de 30 horas, com 18h de encargos didáticos (algo que ainda não passou por aprovação do CONUN). Indicamos que não está previsto o “cargo de 30h” em nosso plano de carreira. Segue a isto, a indicação para extensão de carga horária de docentes efetivos com a única finalidade de atendimento aos encargos didáticos.


A justificativa para tais ações baseia-se no fato que a UEMG teria ultrapassado o limite da folha de pagamento. Dessa forma, o(a) docente substituto(a) acabaria arcando com a sobrecarga de trabalho, junto com outro(a)s docentes efetivo(a)s que, em virtude do congelamento de mais de 10 anos dos provimentos, encontram-se em sérias condições financeiras, e não terão outra opção a não ser se submeter a mais essa sobrecarga. Lembramos que é comum casos severos de adoecimento, em docentes de Universidades públicas de todo o país, em virtude da sobrecarga de trabalho.


Acompanhando o que a Constituição Mineira aponta (Art. 199 – As universidades gozam de autonomia didático-científica e administrativa, incluída a gestão financeira e patrimonial, observado o princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão), a UEMG não pode pautar suas ações em apenas 1/3 de suas atribuições. Ensino, pesquisa e extensão são INDISSOCIÁVEIS! Caso isto se concretize, será mais um severo golpe na pesquisa e na extensão da Universidade do Estado de Minas Gerais.


Sendo assim, fazemos um apelo a nossa Reitoria para que outros encaminhamentos e outras estratégias administrativas sejam utilizadas para resolvermos os problemas orçamentários da nossa Universidade. Não podemos sacrificar mais ainda a nossa Instituição e seus/suas docentes, que já sofrem com o achatamento salarial, precaríssimos ambientes de trabalho, entre outras questões urgentes.


Chamamos toda a comunidade universitária – docentes, estudantes e técnico(a)s-administrativo(a)s para se posicionarem contra esta proposta.


NÃO ao sucateamento das Universidades Estaduais!

NÃO à precarização e à sobrecarga de trabalho docente!

Por uma UEMG onde pesquisa e extensão sejam verdadeiramente valorizadas!

ZEMA! Cumpra o acordo de greve de 2016!!!

REPOSIÇÃO SALARIAL JÁ!!!


Diretoria Executiva da ADUEMG




Σχόλια


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page