top of page

41º Congresso do ANDES-SN aprova a desfiliação da CSP-Conlutas em plenária

Fonte: https://www.andes.org.br/

Por 262 votos favoráveis, 127 contrários e 7 abstenções, o 41º Congresso do ANDES-SN deliberou nesta sexta-feira (10) pela desfiliação do Sindicato Nacional da CSP-Conlutas. A decisão corrobora a indicação feita no 14º Conad Extraordinário do ANDES-SN, em novembro passado em Brasília (DF).

Foto: Luiz Fernando Nabuco/Aduff-SSind.


A decisão ocorreu pela manhã durante a Plenária do Tema 4, que trata das questões organizativas e financeiras do sindicato. Cerca de 17 participantes, respeitando a paridade de gênero, trouxeram análises sobre a atuação da central sindical e da participação do ANDES-SN na CSP-Conlutas.


Diversas falas das e dos docentes a favor da desfiliação da CSP-Conlutas apontaram que diante da atual conjuntura política do país, em particular, com o avanço do fascismo, seria um momento delicado continuar filiado à CSP-Conlutas. Foi destacado ainda a gravidade dos atos golpistas contra a democracia no dia 8 de janeiro de 2023. Algumas e alguns docentes apontaram que a central tem dificuldade em alcançar a base docente. Para elas e eles, a luta do Sindicato Nacional deve ser pela ampla unidade e no avanço da construção de pautas unificadas.


Já as delegadas e os delegados que são contra a desfiliação afirmaram que a CSP-Conlutas tem um papel importante na defesa da classe trabalhadora agregando as lutas das categorias do funcionalismo público e das demais categorias e movimentos sociais, populares e estudantis. Para as delegadas e os delegados, a CSP-Conlutas teve um papel fundamental quando o ANDES-SN se desfiliou à CUT, após a aprovação da reforma da Previdência em 2003, e se filiou a uma central “combativa e autônoma”.


Após a aprovação da desfiliação do Sindicato Nacional da CSP-Conlutas, as e os docentes aprovaram a realização de um Seminário Nacional sobre a reorganização da classe trabalhadora em 2023 e que o ANDES-SN, por meio das suas secretarias regionais e com apoio do GTPFS, promova reuniões e seminários para discutir e divulgar a importância das centrais sindicais na organização das lutas em defesa da classe trabalhadora.


A plenária também aprovou que o ANDES-SN – por meio da sua diretoria, secretarias regionais, grupos de trabalhos e seções sindicais – organize uma série de debates com o tema “A classe trabalhadora no enfrentamento às políticas da extrema-direita no Brasil e no mundo”. E que seja editada uma síntese do Seminário sobre Reorganização da Classe trabalhadora a ser realizado pelo ANDES-SN.


Regimento Eleitoral Na sequência, as delegadas e os delegados aprovaram ainda o Regimento Eleitoral das eleições da próxima diretoria do Sindicato Nacional – biênio 2023/2025. O pleito será realizado nos dias 10 e 11 de maio de 2023 em todo o país. Logo após a aprovação do regimento, houve o registro de quatro chapas na Secretaria do congresso. São elas: ANDES pela base: ousadia para sonhar, coragem para lutar; ANDES-SN Classista e de Luta; Renova Andes; e ANDES-SN classista: romper com a capitulação para lutar por salários, direitos e pelo socialismo.


Yanomami Diante da situação dramática vivida pelos indígenas Yanomami, em Roraima, o ANDES-SN irá doar o valor de R$200 mil em favor do povo Yanomami, com o fim de auxiliar na promoção das medidas necessárias à reparação dos danos sofridos e à redução dos efeitos da crise sanitária e humanitária decorrente das omissões e ações do governo genocida de Jair Bolsonaro, e que as doações ocorram em diálogo com as associações Yanomami, intermediada pela Regional Norte I, com as devidas comprovações para prestação de contas.


O 41° Congresso também votou pela aprovação das contas do 65° Conad do ANDES-SN e a manutenção do apoio financeiro à Escola Nacional Florestan Fernandes, Casarão da Luta e à Auditoria Cidadã da Dívida, entre outras. Ainda na plenária do Tema 4, as delegadas e os delegados aprovaram que a cidade de Fortaleza (CE) será a sede do 42ª edição do evento do Sindicato Nacional, a ser realizado em 2024.


Jennifer Webb Santos, 3ª tesoureira do ANDES-SN, presidiu os trabalhos e avaliou que a plenária garantiu um amplo debate com a categoria e aprovações importantes para a categoria. “Encerramos a mesa da plenária 4 deste grande Congresso do ANDES-SN e foi um momento muito importante e fundamental pra que decidíssemos os rumos do nosso sindicato, entre eles, a desfiliação da CSP-Conlutas e de diversos temas como o Regime Eleitoral, debatido nos grupos mistos, que vai nos guiar no nosso processo eleitoral. Além disso, aprovamos as contas dos nossos últimos eventos, as nossas políticas de solidariedade que são fundamentais e também nesse bojo está a ajuda ao povo Yanomami com uma importante decisão dessa plenária. Outra situação fundamental foi a escolha da sede do 42º Congresso que será na Universidade Federal do Ceará (UFC) que é uma universidade importantíssima. Vamos preparar um congresso grandioso como este aqui no Acre”, disse.


A mesa da plenária foi composta também pela diretora Dulcideia da Conceição, 2º tesoureira da Regional Norte II; e os diretores Fernando Prado, 1º secretário da Regional Sul; e Luis Augusto Vieira, 2º vice-presidente da Regional Planalto do ANDES-SN.


41º Congresso O 41º Congresso do ANDES-SN começou na segunda-feira (6), em Rio Branco (AC), com o tema central "Em defesa da educação pública e pela garantia de todos os direitos da classe trabalhadora". O evento ocorre na Universidade Federal do Acre (Ufac), sob a organização da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Acre (Adufac - Seção Sindical), com a presença de 608 participantes. Pela primeira vez, o congresso do Sindicato Nacional acontece na capital acreana. O evento termina na noite desta sexta-feira (10).

Yorumlar


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page